Sejam bem-vindos, agora são 01:08 , Rio de Janeiro, 16/12/2017
Visitas: 963290
Técnicas Ortodônticas

Os aparelhos ortodônticos não diagnosticam ou tratam um caso clínico. São ferramentas que, se usadas adequadamente, irão permitir que alcancemos uma posição dentária ideal, dentro de uma oclusão funcional, em harmonia com as ATMs e musculatura associada. O diagnóstico é obtido através do estudo da cefalometria, panorâmica, tomografia das ATMs, medidas dos modelos de estudo, montagem em articulador e avaliação clínica. Um plano de tratamento é então definido e através dele determinamos qual técnica ortodôntica é mais apropriada. A Ortodontia é subdividida em Ortopedia Funcional dos Maxilares, Ortodontia Removível e Ortodontia Fixa e apresentam vantagens e desvantagens. A interação das três técnicas é o melhor caminho a ser seguido, permitindo que o profissional possa atender à totalidade de seus casos clínicos aproveitando as vantagens de cada uma. Alinhamentos, nivelamentos e intercuspidações são fáceis de corrigir com aparelhos fixos, porém o diagnóstico pode nos mostrar a necessidade de uma expansão, conferindo à ortodontia removível valor e indicação no tratamento ortodôntico total. A OFM também não é a resposta para todos os problemas ortodônticos embora seja a melhor solução para interceptação de maloclusões em uma idade precoce, normalizando os espaços funcionais e permitindo um correto direcionamento dos vetores de crescimento.

 
 
 
Sites parceiros: Oficina de Ortodontia | Radiologia

© 2011 Liana.com.br - Todos os direitos reservados